Conecta Piauí

Notícias

Colunas e Blogs

Outros Canais

Agenda de Lula no Nordeste destaca projeto governamental de expansão de portos

Fonteles afirmou que o novo porto vai encaminhar o Piauí para um dos mais industrializados do país

Na agenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ministros de seu governo a três estados do Nordeste, na Caravana Federativa, entre quinta e sexta da última semana (20/06 e 21/06), marcada pela retomada de obras paralisadas e anúncio de novos investimentos, foi destaque também a atenção especial dedicada a projetos de expansão e modernização de portos.

Foto: Ascom/Governo FederalAgenda de Lula no Nordeste destaca projeto governamental de expansão de portos
Agenda de Lula no Nordeste destaca projeto governamental de expansão de portos

No Piauí e no Maranhão, o Governo Federal anunciou obras em dois projetos portuários, na sexta-feira (21/06), segundo dia da Caravana Federativa com a presença do presidente da República. 

Em Teresina, a comitiva assinou termo para execução de um projeto fundamental para alavancar o desenvolvimento social e econômico do estado: a disponibilização de terrenos e espaços físicos em águas públicas da União para a finalização do Complexo Portuário e Industrial do Piauí, que permitirá, ainda, a implementação da primeira hidrovia estadual do país.

O governador piauiense, Rafael Fonteles, afirmou que o novo porto, somado a investimentos em hidrocarbonetos previstos pelo seu governo, vai encaminhar o estado para a posição de um dos mais industrializados do país. "Este é o nosso planejamento, que está todo bem estruturado", disse ele.

Luís Correia, Piauí

Demanda esperada pelo povo piauiense há quase 65 anos, o Complexo Portuário e Industrial do Piauí é o maior investimento do Governo Federal no estado quando se fala em obras de infraestrutura. O polo será implementado na cidade de Luís Correia. Conforme cronograma previsto, a sede administrativa do Porto Piauí, o pátio de mercadorias e duas etapas do Terminal Pesqueiro de Luís Correia (TPLC) serão entregues ainda este ano.

Além da implementação de um novo modal logístico capaz de importar e exportar mercadorias para todo o mundo, gerando novos postos de trabalho e contribuindo para o aumento da renda dos moradores. A previsão do Ministério dos Portos e Aeroportos é que o PIB do Piauí cresça 2% depois que o novo complexo portuário estiver pronto.

Parte significativa dessa obra vai ser concluída a partir da transferência de imóveis e terrenos da União para que o complexo seja construído. A cessão desse patrimônio faz parte do programa Imóvel da Gente, coordenado pelo Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI).

A parte terrestre da destinação para o complexo portuário compreende uma área de 83.542,47m², referente ao terreno de marinha, na Praia do Quebra-Mar, Atalaia, no município de Luís Correia/PI. A outra área, de 376.854,85 m², corresponde ao terreno de marinha, na Avenida Teresina s/n, Complexo Portuário, também em Luís Correia. Já o espaço físico sobre as águas compreende o Espelho d´água, no Porto de Luís Correia, com área total de 4.490.938,01 m². Essa área será utilizada para toda a operação marítima do Terminal de Uso Privativo (TUP) e do terminal pesqueiro.




 

Comente